segunda-feira, 20 de abril de 2009

Amar o próximo

Dias atraz conversava com uma pessoa e na conversa tal pessoa me relatava sobre a experiencia que ela vivia naquele momento.
Relatava a necessidade e vontade que brotara no seu intimo sobre amar o proximo, dizia que sentia vontade de estar no meio do necessitado, de levar ajuda ao pobre, de falar do amor de Deus, de tocar, de sair de dentro da igreja e estar proximo....enfim, uma grande compaixao pela criatura.
Instantaneamente ao falar sobre isso, meu espirito me levou a contemplar os irmãos, os crentes, aqueles cujo eu comprimento regularmente na igreja, aquele que se assenta no banco ao meu lado no culto, que entra e sai; somente isso.
Meu espirito entao me perguntou, ate onde ia a minha preocupação com aquela pessoa? ate quanto eu me importava com sua vida fora das quatro paredes denominada igreja?
É claro que a preocupação supra se diz no sentido bom da palavra. Preocupar com a suas necessidades, tristezas, dores, dificuldades....
Nao esquecendo de cumprir o "ide de Jesus", que é para a criatura, que ainda nao aceitou a Cristo, quero aqui puxar nossos olhares para o nosso irmão.
Quantos sao aqueles que entram na igreja e durante o culto se desmancham em lágrimas? quantos ficam por um periodo consideravel sem participar dos cultos?
existem alguns que vao mais longe, pedem oração, pedem conselhos.
Mas e depois? qual tem sido nossa preocupação com nossos irmãos fora da igreja? Será que temos orado por eles? será que temos entregado palavras de animo e vida? será que temos enxugado suas lágrimas? será que temos admoestado nossos irmaos?
A biblia fala sobre os fracos na fé, sobre as criancinhas espirituais, e como tem sido nossa responsabilidade para com estes. É comodo deixar essa responsabilidade para o pastor, afinal ele que apascente suas ovelhas, ou para o grupo de evangelismo.
O impio precisa de Jesus sim, mas existem crentes do seu lado que tambem precisam.
Nao estou dizendo aqui que sou contra o "ide" de maneira alguma, e nao pretendo gastar os meus dias com crentes que nao estao dispostos a mudar de posição.
Temos que cumprir o ide sim, mas nao devemos ser relapsos com nossos irmaos.
Existe um grupo de crentes que ja entenderam a proposta da cruz, de Isaias 51, de salmo 21 e 23 de Romanos 8.... mas existe tambem o grupo dos fracos, que entendem, mas nao conseguem colocar em prática, e ainda, os que nem entendem, esses precisam de ajuda,precisam ser ensinados, acompanhados.
Quem de nós nao precisa as vezes de uma palavra amiga, de um conselho, um ombro, uma mao estendida, um safanão, um beliscão...uma repreensao?!

Iremos por todo o mundo anunciar as boas novas, pregar o evangelho, apresentar Jesus.
Mas iremos tambem, abraçar o irmao que congrega juntamente conosco a tanto tempo e nao sabemos ao menos o nome dele.

Este post é para encorajar eu e voce a se importar com nossos irmaos, a perguntar como andam as coisas com ele, a oferecer ajuda em oração ou ajuda finaceira.
Vivemos em um tempo que a vida virou algo banal, vivem-se para o trabalho, correm-se contra o tempo, e o proximo... ficou para depois.... é claro...se sobrar tempo.

Sejamos mais que irmaos, sejamos amigos! E nao esqueçamos de ir por todo mundo pregar o evangelho a toda criatura.

é irmão cuidando de irmão...isso dá pra fazer! =)

...

1 comentários:

ღ ღ ღ Vanderléia Silva ღ ღ ღ disse...

oi querida!!!!Vim lhe dar uma boa noite.Bjos!